11/02/2016

UM DEDO DE PROSA COM A GALERA DO INSTRAGAM


No domingo, postei uma foto no Instagram convidando a galera para termos um dedo de prosa. Eles me deixariam perguntas que seriam respondidas em formato de post, aqui no blog. Algumas questões ficaram como pauta para outras postagens, por serem assuntos extensos e também pra não deixar a leitura muito cansativa. Foi divertido responder todo mundo, espero ter sanado todas as dúvidas com sucesso. Ainda sou um pouco prolixa, é algo que tento melhorar. Um dia, conseguirei ser sucinta, tenho fé. :-)

1. @analuizarodriguees e @luandaribeiro: Oi Malena! O que você aconselha para alguém que está começando nesse mundo de ilustração? PS: eu estou começando, mas estou indo na tentativa e erro, sozinha mesmo e sinto que não tenho muito talento pra coisa hahaha mas queria muito aprender! E te admiro DEMAIS.
Oi Ana e Lu! Meu conselho é tão simples que pode até parecer bobagem, mas não é: pratiquem muito, muito, muito, até o dedo cair (não, não precisa deixar cair!). Entendo perfeitamente como se sentem em relação a começar algo sozinha, também foi assim pra mim (e é até hoje). O negócio é acreditar que são capazes e não aceitar menos que isso. A gente pode ser o que quiser ser, basta fazer por onde. E sem essa de "não tenho talento", tudo é questão de muita prática. Então, vamos puxar uma cadeira e desenhar bastante. Tem muito conteúdo legal na internet que pode servir como material de apoio. No Pinterest, no Tumblr e Youtube há uma porção de coisas incríveis que ajudam. Se puderem investir num curso, invistam. Só não deixem de fazer por achar que isso é coisa de quem nasce com um "dom", certo?! 

2. A @linpinheiro, @eudilymateus e a @nayaracristna: Quando foi que tu percebeu que tinha esse dom de fazer coisas lindas com lápis?
Para ser bem honesta, eu não acredito em dom. Espero que isso não fruste ninguém ou que me interpretem errado. Acredito que a gente nasce com gostos e habilidades para várias coisas, mas essas aptidões só serão afloradas se a gente praticar muito. Ninguém nasce sabendo fazer nada, entendem?! Não é como uma loteria.

Então, desenho desde criança. Não foi algo que minha família descobriu ou coisa do tipo. Eu só desenhava e gostava muito de fazer isso e fazia o tempo todo.

3. @gabrielachaves_: Quais foram as dificuldades que você enxergou nesse ramo?
Tenho algumas limitações por morar no interior e não poder contar com uma papelaria ou gráfica, por exemplo. Também não há nenhum tipo de curso relacionado a arte, aí tenho que me virar duas vezes mais para aprender. Por isso, valorizo, um trilhão de vezes mais, tudo que faço, tenho e recebo.

4. @floricce: Tem vontade de abrir um Canal no YouTube?
Isso é uma coisa que meus amigos Jon e Dinho têm me cobrado aos montes! Eu acho que seria divertido e interessante ter um Canal no YouTube. Quem sabe, né?! O que você gostaria de ver no meu (possível) Canal?

5. @breatheviolence: Você gosta de balões?
Confesso que acho balões um pouco perigosos, mas são tão bonitos nas fotos, pinturas e filmes! 

6. @tothecosmic: Olá! Como você abriu sua lojinha (qual o processo de abrir uma lojinha, como você a administra, etc)? Beijinhos.
Olá! (: A minha lojinha é muito recente, na verdade, ainda está em construção. A plataforma que escolhi é a Iluria, tive boas recomendações. Por enquanto, não tenho muito para falar, pois estou descobrindo, aos poucos, como tudo funciona. Quando ela estiver pronta, vou adorar compartilhar as experiências e macetes. Mas, antes disso, preciso desbravar cada parte dela.

7. @floricce: Quais são suas metas? Te admiro por demais!
Que fofa, obrigada! No momento, terminar de ajeitar a lojinha virtual que está em construção. 

8. @brunlima: Oi! Queria saber quais materiais de pintura vem usando e que falasse um pouco das técnicas ou dicas.
Oi, Bru! Hoje, nas pinturas manuais, estou usando acrílica, giz pastel, aquarela, lápis de cor e canetas coloridas. Sendo bem sincera, não tenho nenhuma regra na hora de pintar, não. Sou bem livre nesta questão. Vou fazendo umas misturinhas e vendo no que dá, sem me cobrar muito. A minha dica é experimentar. Dá para fazer muita coisa bonita testando mesclar os materiais que a gente tem em casa. 

9. @marianaartwork: Como você escolhe a paleta de cores das suas ilustrações?
Mari, tenho usado bastante o Design Seeds para escolher as paletas. É um site que te permite selecionar cores através de fotos, o que ajuda muito a visualizar mentalmente a composição e uma possível finalização. Além dele, recomendo outros sites e apps de composição de cores aqui.

10. @larisgrace: O que sua família acha sobre o seu trabalho? Você já fez algum curso? Quais programas prefere usar? Ah, você às vezes usa alguma imagem como base ou sempre cria os desenhos do "zero"? A SEGUIR, perguntas MUITO importantes: Como que você faz para ser tão linda? Nós mortais podemos ter esperança de, talvez, um dia conseguirmos desenhar ao menos 30% tão bem como você?
Há quem apoie e também quem bata na tecla do "faça um Concurso Público, menina!".

Não, nunca fiz cursos.

O meu programa favorito é o Adobe Photoshop, acho ele fantástico!

Uso imagens como referência e também faço tudo do zero, depende do trabalho e do que preciso informar. Ultimamente, tenho usado algumas fotos incríveis, que aparecem no feed do meu Instagram, como referência para meus estudos de pintura. Como ainda tô aprendendo, considero importante ter um modelo.

Agora, vou responder as perguntas MUITO importantes: ah, sua bonita! ♥ Você é tão querida, doce e gentil que quero te abraçar agora. Sim, todos os mortais têm 100% de chances de desenharem zilhões de vezes melhor que eu. Vocês podem o que quiserem! Nhó!

11.@micasantosmi e @d_crvlh: Quais são as coisas que mais te inspiram pra poder desenhar/escrever?
Tudo que vejo e sinto, sabe?! Às vezes, a inspiração bate quando estou na janela da sala observando o pôr do sol, assistindo um filme, descendo o feed das redes sociais, vendo fotos, ouvindo música, viajando, lendo um livro, conversando com alguém... E por aí vai. Pode ser bobo, mas é muito real. São pequenas coisas que me fazem pensar: "poxa, isso dá um desenho/prosa/post no blog!"

Tem uma coisa bem peculiar em relação ao que me inspira na hora escrever prosas: geralmente, quando vejo algo negativo, tento reverter aquilo para o mais positivo possível, é aí que as prosas nascem. 

12. @lisandraloia: Como e quando começou a sua amizade com Deus?
Nasci num lar cristão, então, desde criança, fui desenvolvendo um relacionamento com Ele através da minha família. ♥

13. @gabbydesenha: Quando e onde começou a "vender" sua arte?
Desde uns 12 pra 13 anos, eu já fazia trabalho artesanal vendia para o pessoal da minha cidade e das cidades vizinhas. À princícpio, eram lembrancinhas de porcelana fria, bordados, pulseiras (quem nunca?), pinturas em tela e por aí vai. Inclusive, eu a-m-a-v-a assistir "Pequenas Empresas & Grandes Negócios", na Globo. :P

14. @aquarelinhas_: Oi, queria saber mais sobre suas técnicas, materiais e programas, tanto nas ilustrações à mão quanto nas digitais.
Oi! Hoje, tenho trabalhado com pastel, aquarela, lápis de cor, canetinhas e ilustração digital. Não dá para citar todos os materiais aqui, pois ficaria extenso, posso fazer um post dedicado a este assunto numa outra hora, sem nenhum problema.

15. @camilacostl: Qual o seu livro favorito? Como você descobriu que tinha esse dom lindo? Qual matéria que você mais gostava? Por quê?
Meu livro favorito é "O Pequeno Príncipe" e "Extraordinário", da R. J. Palacio. Os dois estão no topo da minha lista, juntinhos.

Respondi a segunda pergunta na questão número 2.

Minha matéria favorita era Geografia, sempre tive muito interesse pelos fenômenos humanos, naturais e o funcionamento da Terra. 

16. @americah_: Qual seu filme favorito? Livro? Apps? 
Filme: O Pequeno Príncipe (o de 1974, com Gene Wilder). Livro: Citei na pergunta anterior. Apps: JW Library, A Color Story, VSCO Cam, Spotify e Dots & Co.

17. @deh_koenig: Quando você começou a fazer pinturas digitais? Fez curso? Que programa você usa? Quem te inspira?
Comecei a fazer pinturas digitais neste ano, faço ilustrações digitais há mais tempo. Nunca fiz curso ou coisa do tipo e o software que uso é o Adobe Photoshop. Pode parecer meio piegas, mas Deus me inspira. Ele é vida e a vida é repleta de coisas bonitas que contribuem na hora de criar.

18. @om_afeto_design: Que técnica você usa nas ilustras que parecem pinturas à óleo? É ilustra digital? Seu trabalho é incrível!
Sim, é pintura digital. Que bom que você gosta, isso me anima. Obrigada. ♥

19. @viviferreiralove: Você se lembra como era a primeira ilustração que "vendeu" e quanto cobrou por ela? Alguém já encomendou uma ilustração muito bizarra? Você topou ou recusou o pedido?
Não lembro qual foi a primeira ilustração que fiz sob encomenda e quanto custou, hehe. Não, acho que nunca me pediram algo bizarro. :P

20. @hlidskialf: Já teve algum bloqueio criativo muito longo ou "desistiu" por um tempo? Se sim, como tu conseguiu superar?
Desistir não. Todo mundo que respira arte já tele lá seus dias de bloqueio criativo, faz parte. O cérebro da gente precisa de uns respiros. Quando isso acontece, tenho duas opções: piro ou desencano. Geralmente, a segunda opção é o que me ocorre. Aprendi que a gente precisa se cobrar menos e quando não consigo fazer nada, apenas não faço e vou nutrir minha mente com outras coisas que também são positivas. Depois, volto e ponho a mão na massa.

Já me cobrei demais e sobrecarreguei minha mente e meu corpo, me dei mal: fui parar no Hospital. Sou nova e não posso e nem devo abraçar o mundo com meus curtos braços. Se não está dando certo, paciência. Isso evita úlcera, estresse, rugas, queda de cabelo e um monte de coisas ruins.

Uma dica para isso não te ocorrer quando você estiver no meio de um trabalho comissionado: seja organizada e faça um planejamento detalhado no papel. Te livra de recorrer aos analgésicos. Tire um dia para se "entupir" de ideias e informações saudáveis (olá Pinterest!) e outro dia para colocar no papel tudo que você precisa fazer para concluir o projeto dentro de um mapa-sincero que funcione (de verdade) para você. Acho que isso vai virar pauta para mais um post dedicado aqui no blog. A gente não consegue controlar tudo que acontece, principalmente os imprevistos. Porém, podemos controlar como reagiremos diante de cada situação.

21. @thaiilustra: Oi! Como você começou a trabalhar nesse ramo de arte? Dicas pra quem tá começando ganhar reconhecimento, e qual é esse brush que você usa nas suas recentes pinturas digitais? Muito grata, você é um doce de ajuda e incentivo.
Oi, Thai! Bem, o negócio ficou sério mesmo em 2012, quando comecei a desenvolver conteúdo para um portal e, posteriormente, trabalhei para a cantora Marcela Taís.

A minha dica para quem está começando a ser visto é: tem espaço pra todo mundo na internet e toda esta democracia é fantástica. Imprima quem você é no que faz e todos conseguirão notar a sua essência. Mas, o mais importante disso tudo é nunca se comparar com outras pessoas. Quando a gente para de achar que para fulano foi mais fácil que pra nós, ou que não somos suficientes, o peso fica menor. O negócio é auto-aprendizado, auto-melhoria, você com você mesmo.

Sobre os brushes: são muitos, posso recomendar num outro post, fica mais organizado.

Ah, que gentil! Eu que agradeço pelo carinho, significa.

22. @emilyy.carv: Qual sua fruta favorita? Tem alguma mania estranha? Recomende um livro. Te admiro muitooo!
A minha fruta favorita é pêssego. Tenho uma mania estranha sim: toda santa noite, antes de dormir, ligo a lâmpada do celular e fico caçando insetos no meu quarto. Recomendo que você leia "Cante para eu dormir", da Cintia Afarelli Pereira e Angela Morrison.

Ó, a foto que ilustra este post faz parte do pacote de imagens, da Rachel Rouhana,  Haute Chocolate, deselvovido para blogueiras e criativas. Para assinantes, o uso é livre e não é necessário atribuir créditos, segundo a Licença definida pela autora.


Malena Flores

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall