9/22/2015

ESCOLA DO AUTODIDATISMO: ESPANHOL


Aprender um idioma diferente do Português Brasileiro era uma meta que sempre esteve presente na minha lista imaginária de objetivos. Tenho pouca facilidade em entender inglês, sou melhor lendo que escrevendo e pronunciando. Devo muito ao professor Marcelo, do EM, que colocava-nos para traduzir os Irmãos Gremm e Shakespeare. Desisti do inglês por enxergá-lo como um Everest. 

Em Junho deste ano, uma colega me desafiou a aprender qualquer outro idioma em seis meses. Em Dezembro, eu preciso estar razoavelmente bem na escrita, leitura e pronúncia. Como não daria para desenrolar o inglês em um semestre, fiquei com espanhol.



Meus materiais de apoio são, basicamente, esses cinco: app, vídeos, livros, músicas e programas de TV.

JW.Language 
É um aplicativo para quem está aprendendo uma nova língua. Ele dispõe 18 idiomas para o aprendizado: coreano, espanhol, francês, hindi, indonésio, inglês, italiano, japonês, português, russo, suaíli, tagalo, tailandês, turco, alemão, bengali, birmanês e chinês (simplificado) com áudio em mandarim. Esse app foi desenvolvido pelas Testemunhas de Jeová e ele é excelente, pois contém palavras e expressões que podem ser úteis numa pregação, por exemplo. Além disso, ele tem áudio + escrita + tradução. Você ouve a pronúncia e associa ao que está sendo lido. 

YouTube
Acredito que o Telecurso é conhecido por muitas pessoas. Ele é uma tecnologia educacional que oferece escolaridade de qualidade, básica e gratuita para quem precisa. Além disso, é reconhecido pelo MEC. Descobri que eles tem um canal no Youtube com o módulo de espanhol. Todas as aulas têm uma didática muito intuitiva e de fácil entendimento. Como foram gravadas no ano passado, não possuem uma linguagem distante da nossa, pelo contrário. Sou toda gratidão pela qualidade dos materiais audiovisuais que eles fornecem, consigo aprender sem nenhuma dificuldade, é como se estivesse numa sala de aula de verdade. Estudo um vídeo por vez e tento aplicar o que aprendi para fixar.

Ganhei um caderno de presente da fotógrafa (querida e gentil) Melissa Ery e nele faço anotações de tudo que aprendo nas aulas do Telecurso. Com isso, não fico perdida e anoto tudo que é importante para o aprendizado.


Há vários brasileiros que foram morar fora do país e gravaram/gravam vídeos sobre aprender espanhol "na marra". Essas pessoas costumam contar suas experiências e dividir dicas úteis. Entre eles, acompanho, esporadicamente, o "Espanhol para brasileiros" (Driéli Mayresse Sonaglio). Acho válido pesquisar por mais canais do seguimento. 

Livros
Livros, livros e livros. Como espanhol é um pouco semelhante ao português, não senti muita dificuldade em começar a ler livros no idioma. De fato, há palavras que eu ainda não conheço, mas como tenho o aplicativo do Tradutor instalado em meu dispositivo móvel, sempre que surge uma dificuldade, pesquiso pela palavra em questão. Ainda não tenho um dicionário físico de espanhol em casa, seria útil, mas o app me dá a disponibilidade de tê-lo comigo em qualquer situação ou lugar. Voltando para os livros... Intuitivamente, pesquisei por livros (no formato digital - epub/pdf) que eu já tinha lido e com conhecimento do conteúdo. 


Por exemplo, como já li "O Pequeno Príncipe" várias vezes, procurei por ele em espanhol, El Principito. Achei bem tranquila a leitura em si, o fato de ter um certo domínio na história e gostar dela ajudou muito. Seria bastante enfadonho ler algo que eu nunca tinha visto em português. 

Uma outra coisa que fiz também foi baixar a versão em espanhol da Bíblia. Se você tem o aplicativo Your Version, poderá ler em quadro comparativo, onde a tela será dividida e em cada lado terá uma versão da Bíblia da sua escolha. Geralmente o quadro aparece quando você deixa o dispositivo em modo deitado (rotaciona).

Músicas
Já conhecia, de longas datas, alguns cantores cristãos que cantam lindamente no idioma: Jesús Adrian Romero, Lili Goodman e Marcela Gandara. Devo muito ao Spotify também, que me apresentou alguns outros bons cantores que me permitem aprender de uma forma divertida e lúdica. Entre as descobertas felizes, estão Franny Glass, Carolina Nissen, Rosario Ortega, Danitse, Micaela Salaverry... Criei uma playlist temática para meus estudos, lá compartilho músicas legais para ouvir e aprender ao mesmo tempo.

Programa de TV
Senti falta de séries, filmes e programas de TV em espanhol, sem dublagem e com legenda. A única coisa que consigo assistir é uma novela mexicana que tem a opção de alterar o formato do áudio para o original (e sem legenda!). Isso me faz tentar entender o que os personagens falam sem ao menos ler a tradução. Algumas coisas consigo absorver sem muita dificuldade, outras não. Mas me proponho a isso: a me imaginar numa situação onde ninguém fale português e eu tenha que entender o que me dizem (na marra).

Se vocês souberem de algum programa legal e agradável em espanhol, por favor, compartilha comigo. :)

Organização
Como tenho outras atividades para cumprir, separei alguns dias da semana para estudar. Nos dias que não pego o caderno para tomar anotações ou assistir vídeos, leio livros e ouço músicas em espanhol. Além disso, às vezes, escrevo algumas coisas nas redes sociais no idioma. Algumas pessoas até pensam que é frescura, mas não é. É só uma forma de agregar, de tentar fazer com que seja algo que faça parte do meu dia. Aos pouquinhos, consigo ir progredindo. 

Ah, uma coisa extra que me ajudou e deixou isso divertido foi contar para os amigos próximos. Achei bem interessante eles, voluntariamente, se propuseram a falar comigo, corriqueiramente, em espanhol. Algumas coisas ainda não consigo escrever sem ajuda do dicionário (online, pois não tenho um físico). Se você deseja aprender algo, conte isso para pessoas próximas, elas podem te auxiliar em alguma coisa. 

Como estou aprendendo de uma forma "autodidata", quero dizer que não é fácil, mas é prazeroso. Aprendemos no nosso ritmo e do nosso jeito, o que não deixa de ser legal. Muitas vezes, colocamos pedras em nosso próprio caminho e adiamos o aprendizado (seja ele qual for). Se não tem um curso em sua cidade/região de algo que você queira muito fazer, não crie obstáculos. Se você puder dar o primeiro passo para aprender sozinho, será válido. Sinta-se encorajado.

O motivo pelo qual resolvi aceitar o desafio da minha colega? Anunciar o Reino para pessoas que não falam português e dar a ela a oportunidade de conhecerem o que eu já aprendi.

Alguém aqui está aprendendo algo por conta própria? Compartilhe conosco como está sendo a sua experiência.

Malena Flores

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall