9/18/2015

AS CORES IMPORTAM


"Não recomendarei essa marca de lápis para ninguém, é famosa, mas a madeira é horrível. Esfarela demais. Vou apontar o lápis e, quando menos espero, já está um toco. Mas a pigmentação das cores são ótimas..."

Se você, assim como eu, também usa materiais artísticos com frequência, deve ter se visto na frase anterior de um monólogo frustrante. É complicado optar pelas cores vivas quando a madeira está podre ou não corresponde a qualidade descrita na embalagem.


Todos nós somos lápis de um material que não tem lá todos os atributos que aparentam ter. Somos descendência de Adão e Eva e herdamos a imperfeição e o pecado. (Romanos 3:23) Eu, particularmente, não penso em emprestar, presentear ou recomendar um material de característica negativa para alguém. Nem mesmo tenho a pretensão de manter comigo. Mas Deus jamais se desfez dos "lápis de cor" por terem elementos catastróficos em sua composição (pecado). 

Apesar dos nossos desajustes, o Criador das cores tem infinita compaixão e amor por nós e não desiste da nossa essência. Por ser benigno, Ele nos proveu a salvação através de um ato tão profundo e extensivo de amor que nos constrange. Jeová enxerga as possíveis cores que há dentro de cada um de nós através da misericórdia abundante que faz parte dos Seus atributos invisíveis. 

Talvez, você sinta que o seu azul não tem uma tonalidade tão bonita quanto o turquesa ou que a pigmentação é fraca demais. Não importam quantas vezes as pontas tenham quebrado e o quão péssima a madeira é. Que venhamos deixar de ser pintores, para sermos obra. Não importam os erros que já cometemos ou fomos, nosso Criador é capaz de amassar as folhas sujas e pintar algo novo em cores vibrantes. Jesus nos resgatou do pecado para não se desfazer dos pecadores. (João 3:16) 

"Por meio disso é que se manifestou o amor de Deus em nosso caso, porque Deus enviou Seu Filho Unigênito ao mundo, para que ganhássemos a vida por intermédio dEle. O amor é neste sentido, não que nós tenhamos amado a Deus, mas que Ele nos amou e enviou Seu Filho como sacrifício propiciatório pelos nossos pecados." (1 João 4:9, 10 Tradução do Novo Mundo)

Afinal, toda essa história de amor termina com um final feliz. E onde "acaba", ela só começa. Permita-se ser um instrumento nas mãos de Deus. Ele vê além das aparências. A cores importam. Como explicar?!

Em contraste com Deus, percebo o quão péssima artista sou. Meu desapontamento com meus lápis não podem ser motivo para desistência. Ele não desistiu da minha imperfeição e "tortice". 

Malena Flores

Um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall