12/18/2014

POR UMA VIDA MAIS LEVE



“Nenhum ato de bondade, por menor que seja, jamais será desperdiçado.” – Esopo

Em uma tarde, durante a aula do Ensino Fundamental, dois dos meus colegas estavam discutindo. Eu estava sentada no meio da sala e eles nos extremos: um do lado esquerdo e o outro do direito. Enquanto eu olhava a atividade na lousa e transcrevia no meu caderno, no furor naquele “diálogo”, um dos meninos que discutia arremessou uma carteira para o outro lado da sala como expressão de “descontentamento”. A minha cabeça, por uma fração de segundos, não foi atingida: um colega levantou rapidamente e me “salvou”. Sentir dor, o susto foi grande, todos gritaram e ficaram espantados, segurei o choro. Um ato de bondade me livrou de ir ao Hospital. Nunca me esqueci desse dia, da cena e de quem me ajudou.

Às vezes, fazemos o bem a alguém sem perceber. Com pequenos gestos conseguimos transformar um dia cinza em colorido, mais feliz e mais leve. Há valor em cada atitude sincera. Há dois versículos que me acompanham há algum tempo e que sempre me chamaram atenção, por algum motivo, eles dizem assim: 

“Sempre que puder, ajude os necessitados. Não diga ao seu vizinho que espera até amanhã, se você pode ajuda-lo hoje.” (Provérbios 3:27-28, Nova Tradução na Linguagem de Hoje)

Em outra versão, estes versos são transcritos da seguinte maneira: “Não deixes de fazer bem [...], estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo”. Não devemos economizar as nossas boas ações quando somos capazes de realiza-las. Por que esperar até amanhã se podemos realizar hoje, agora? O amanhã é incerto, nada sabemos. (Mateus 6:34)

"Onde quer que haja um ser humano, haverá oportunidade para uma gentileza." – Sêneca

Talvez o nosso irmão não esteja merecendo os nossos gestos de bondade, mas nós não somos dignos e merecedores da misericórdia divina e, ainda assim, Jeová continua sendo bom para cada um de nós. Não devemos seguir o exemplo de Cristo? Não é fácil, ninguém disse que seria, mas também não é impossível, basta querer. Nós é que complicamos tudo.

Atos bondosos nos acompanharão em qualquer lugar, estarão sempre bem seguros e serão recordados com sentimentos de gratidão. Pode ser um copo de água fresca que alguém ofereceu para saciar a sede, um ombro amigo para chorar ou sorriso desconhecido, eles ecoam, são lembrados. Há tanto o que ser feito em pequenas coisas. Nos detalhes notamos o amor. O segredo é evitar ser bondoso no modo “conta-gotas”. Deus não quer sacrifícios. Boas ações são feito polens: quase imperceptíveis, mas deixam marcas por onde "passam".

Ah, sou eternamente grata ao rapaz que segurou a carteira, as meninas que gritaram para que eu abaixasse a cabeça e ao Deus que envia Anjos para protegerem seus servos imerecedores de qualquer atitude bondosa. Isso é amor. Não esquecerei. "Você recebeu uma demonstração de gentileza? Passe-a adiante." – Henry Burton

Considere: Provérbios 19:11; 14:21.



Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall