SLIDER

É UMA QUESTÃO DE EQUILÍBRIO

28.11.14


Faz algum tempo, não sei exatamente quando, que encontrei uma nota antiga, amassada, bonita. Um Cruzeiro. Fora de uso, não me servirá para ir à padaria do centro e pedir o pão de sempre. Perdeu o valor, ficou apenas o papel. Enfim. Hoje, estudei sobre ser um seguidor de Jesus. Talvez você se pergunte: "Não estávamos falando sobre dinheiro?". Me permita mais um pouco da sua nobre atenção.

Estive lendo e estudando sobre um moço que recebeu um convite muito importante de Cristo há uns 2.000 anos atrás. (Leia Marcos 10:17-31) Um jovem muito estimado que tinha três coisas que a maioria das pessoas desejariam possuir (e até cobiçam): juventude, riqueza e poder. Além disso, e muito mais elogiável, ele havia ouvido falar sobre Jesus e gostou de tudo aquilo que ficou sabendo. A maioria dos homens poderosos daquela época não davam tanto valor a Cristo ou O respeitavam. (João 7:48; 12:42) A Bíblia relata que "Quando Jesus estava saindo de viagem, um homem veio correndo, ajoelhou-se na frente dEle e perguntou: — Bom Mestre, o que devo fazer para conseguir a vida eterna?" (Marcos 10:17, Nova Tradução na Linguagem de Hoje). Observe que aquele rapaz desejava muito falar com Jesus e correu ao encontro dEle e ajoelhou-se respeitosamente, demonstrando respeito. Geralmente, as pessoas de poder não agiam assim, porém, os mais humildes e pobres. Jesus tinha apreço por estas qualidades e olhou para aquele jovem com amor. (Marcos 10:21)

Jesus mostrou que Deus deixou informações a respeito da obtenção da vida eterna. Chamou atenção para as Escrituras e o jovem afirmou seguir dedicadamente a Lei Mosaica. Porém, algo lhe faltava, Cristo enxergou além do óbvio. (João 2:25) "Falta mais uma coisa para você fazer: vá, venda tudo o que tem e dê o dinheiro aos pobres e assim você terá riquezas no céu.." Erroneamente, algumas pessoas anunciam que para ser salvo é preciso ser pobre, mas isso é uma grande engano. Jesus estava ensinando e referindo-Se a algo muito mais importante.

Para evidenciar o que estava faltando naquele rapaz, Jesus o convidou a ser Seu seguidor. O Filho do Todo-Poderoso estava convidando pessoalmente alguém para segui-lO! Porém, aquele jovem governante não agarrou aquela oportunidade. Ele entristeceu-se quando ouviu isso e seguiu seu rumo, pois tinha muitas propriedades. Sem dúvidas, ele gostava da vida de autoridade e admiração. O que lhe faltava era amor genuíno por Cristo e por Jeová. Por não possuir esse amor, Ele recusou o melhor e maior convite de toda a sua vida.  


"E continuou, dizendo a todos: — Prestem atenção! Tenham cuidado com todo tipo de avareza porque a verdadeira vida de uma pessoa não depende das coisas que ela tem, mesmo que sejam muitas." (Lucas‬ ‭12‬:‭15‬, Nova Tradução na Linguagem de Hoje)

Não é preciso ser pobre para ser amigo de Deus. Muitas vezes, colocamos as riquezas e bens materiais à frente da nossa vida espiritual e depositamos nossa confiança em seres inanimados. Valorizamos muito mais o efêmero do que aquilo que não tem fim. Recusamos viver uma vida "leve" para fazermos parte dos holofotes do mundo e, assim, não perder o brilho. Deus não deseja que sejamos apagados, pobres ou inferiores. Ele apenas almeja que Seus servos estejam dispostos a amar e buscar primeiramente o Reino e fazer disso um lema.

"A sabedoria é melhor do que o dinheiro. A vantagem da sabedoria é que ela conserva a vida da gente." Eclesiastes 7:12, Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

Que em nosso coração haja o que faltava naquele homem citado acima: amor pelo Pai e pelo Filho. Quando se ama, todas as outras coisas perdem o valor. Que o dinheiro, fama, prestígios, glória, riquezas, poderes e/ou qualquer outra coisa atraente não encontrem espaço em nosso ser para reinarem. Que venhamos fazer uso da moeda de modo sábio e prudente. Que o nosso maior capital seja servir fielmente a Cristo Jesus. O dinheiro pode comprar muitas coisas, menos a vida eterna, isso, só Deus, por meio de Jesus, pode nos oferecer gratuitamente. 

"E Jesus disse aos discípulos: — Se alguém quer ser Meu seguidor, esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como Eu vou morrer e Me acompanhe. Pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa terá a vida verdadeira. O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira? Pois não há nada que poderá pagar para ter de volta essa vida." Mateus 16:24-26, Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

Malena Flores
THE GRAY HAVENS

THE GRAY HAVENS

25.11.14

portrait1-jW3sRnvg
Um duo que narra histórias fictícias, muitas cores e um jeito todo particular de "fazer" músicas. É assim que descrevo The Gray Havens. Dave Radford e Mitch Dane, atualmente em Chicago, "são conhecidos por terem canções que são bastante simples, mas incrivelmente cativantes com melodias magníficas." Confesso que é a primeira vez que encontro músicas tão poéticas cantadas de um jeito diferente: através da narrativa. Estou gostando muito disso, ainda mais por ser pop-folk.

Selecionei duas músicas/vídeos para ilustrar este post, mas recomendo que ouçam todas as faixas dos álbuns do The Gray Havens.

"The Stone", a versão original, mais precisamente, é encantadora. Narra o dia em que Jesus Cristo venceu a morte e ressurgiu. O que era escuridão, tornou-se luz. A maldição foi quebrada, o véu rasgado, a carne tornou-se espírito. O que se passou pelo coração de Maria Madalena quando avistou que a pedra havia sido removida? (João 20:1-18)



Destaco, também, a faixa 3, do álbum Where Eyes Don't Go, "Gray Flowers" Flores Cinzas), é linda. É uma história muito bonitinha de um casal e uma cidade com código de cores (cinza era a única cor não permitida). Todos os dias o rapaz envia flores cinzas para a moça, ela ama e acaba sentindo algo que nunca havia experimentado antes: o amor. A música desenrola-se em contar, de forma alegre, as aventuras e atos corajosos que os jovens tiveram para quebrar os paradigmas impostos por aquela sociedade e ensinar-lhes o verdadeiro sentido do amor e das cores. Nos deixa algumas lições importantes. A versão instrumental é linda, recomendo que ouçam também. 



Vocês poderão encontrar mais faixas e álbuns nas playlists do Spotify ou no Band Camp. Espero que tenham gostado da indicação de hoje, eu adorei. 

EU DECIDI SER FREE

EU DECIDI SER FREE

22.11.14


Aprendi que as pessoas sempre irão reclamar de algo, mesmo quando você passa horas criando e projetando para deixar um pouco de carinho (sem cobrar nada). Elas nunca estão satisfeitas, são exigentes. Você não poderá agradá-las. Nunca.

Aprendi que o dinheiro, o tempo e o trabalho fazem com que as pessoas esqueçam que amizade e família são mais importantes. Que elas valorizam mais status, bem-estar pessoal do que manter um relacionamento sadio. Elas estão sempre apressadas.

Aprendi que não basta dizer que você é amigo de uma pessoa. Palavras são uma caixinha de surpresas: uma hora são verdadeiras, outra hora são vazias e não passam de utopias. Amigos não são colegas e colegas não são amigos. As pessoas fantasiam as coisas e acabam machucando os outros sem saber. Não, isso não é Alzheimer. E ah, se quiser um amigo de verdade, daqueles que você pode confiar sem hesitar, apresento Jesus Cristo para você. Já conhece?

Aprendi que a opinião alheia não é importante. A população ainda compra shampoo pelo cheiro e roupas pela marca, aliás, adquirem a "marca". Julgam a parte artificial e não a essencial, logo, não estão aptas a conhecer você melhor. Todos são sempre críticos. O que você precisa entender é que o que Deus pensa a seu respeito deve ser mais importante do que os pensamentos alheios.

Aprendi também que as pessoas gritam por atenção. Seja postando fotos que clamam por curtidas/compartilhamentos/comentários nas redes sociais ou por fazerem do Facebook um diário aberto. São tão previsíveis. Isso não é normal, é síndrome do “olha eu aqui!”.

Aprendi que o mundo está doente e precisamos compartilhar o remédio e o escape para o nosso próximo. Não é preciso julgar ou ignorar os contagiados, apenas oferecer o “xarope” de bom coração. Se precisar, leia a “bula” para ele.

Apesar de tudo, não é tão ruim assim. Se quiser uma dica, esta pode servir: apanhe os óculos do amor e use. Ele possui lentes ultra poderosas que fazem com que você enxergue apenas o lado bom de tudo. Continue caminhando e cantarolando no ritmo da leveza. Não vale a pena parar no caminho e se entristecer com a ignorância e cegueira de algumas pessoas. Ao invés disso, continue no ritmo, chame quem está distante para ir com você. Elas não merecem, mas quem disse que você mereceu trilhar este caminho estreito também?

Na vida, tudo é questão de escolhas: querer ou não ouvir, querer ou não dar atenção, querer ou não ser influenciado, querer ou não ser vencido [...]. Querer ou não tantas outras coisas. Sabe, para hoje eu decidi ser free, pois apenas a Liberdade pode me ajudar a ser mais leve.

FERIDAS

18.11.14


Desde quando eu era criança, na transição da Primavera e Verão, apareciam algumas manchas avermelhadas em mim que coçavam bastante. Há alguns dias atrás, essas mesmas manchinhas apareceram. É necessário não “abafar” e - o mais importante - não coçar (o que é quase impossível).

Todos nós temos feridas que coçam muito. É preciso cuidar. Talvez você tenha cometido um erro no passado que insiste em te fazer refém dele, te algema e arranca às forças a sua liberdade de viver o presente. “Será que Deus vai me perdoar? Mas eu fiz algo tão errado... Acho que sou indigno do perdão dEle”. Chegou a hora de entrar em cena. Você finge ser o que não mais é para si mesmo e para as circunstâncias ao seu redor. Ninguém está vendo, uma coçadinha de leve aqui e ali. Você pensa: “Não vai fazer mal, né?!”.

Davi cometeu graves pecados, ele teve consciência dos seus (maus) atos. O passado dele não foi tão certinho, ele era humano. Correu, deslizou, caiu e se machucou. O tombo foi muito feio! Porém, em determinado momento, Davi arrependeu-se verdadeiramente e não quis esconder do Criador o que havia feito, mas simplesmente contou tudo, implorou perdão, prostrou-se. Reconheceu que era pó. Buscou a cura na fonte, não insistiu em coçar. 

“Enquanto não confessei o meu pecado, eu me cansava, chorando o dia inteiro. Então eu Te confessei o meu pecado e não escondi a minha maldade. Resolvi confessar tudo a Ti, e Tu perdoaste todos os meus pecados.” Salmo 32: 3 e 5, Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

Não permita que o seu passado, erros e pequenezas o torne escravo, inerte, cego e mudo. Não importa o que você fez, Deus esquece e perdoa, ao passo que houver arrependimento e reconhecimento genuínos. Ele não volta atrás ou abre a caixinha do seu passado para reler as notas amassadas. Sabe qual é  motivo dEle não fazer isso? A caixinha não existe mais. Ele esqueceu, sumiu, apagou. É como uma ferida aberta: se você cuidar e tratar, irá cicatrizar.

"Sou Eu, Eu mesmo, Aquele que apaga suas transgressões, por amor de Mim, e que não se lembra mais de seus pecados.." Isaías 43: 25, Nova Versão Internacional.

Renda-se ao perdão gratuito do Criador e não volte atrás. Foque no que está ao alcance dos olhos: hoje, agora. Em Cristo, é possível encontrar a liberdade que te embala, envolve, preenche e o torna digno. (Leia Gálatas 5:1) Um dia, Ele levou sobre Si, de uma vez por todas, todas as suas feridas. (Isaías 53) “Para você se curar é preciso parar de querer...” 

Deixe cicatrizar. Pare de coçar. Liberte-se. Concentre-se naquilo que você pode ser, não naquilo que um dia foi. Deus têm preparado grandes coisas para você. Colabore.

Goodie - Baixe o CD "Simplicidade", do De um filho, De um cego, clicando aqui e ouça a faixa número 3, "Preciso parar de querer", que foi a inspiração para este post nascer.


OS FELIZES E OS DESGRAÇADOS

17.11.14


Bem-aventurados os contentes com a vida.
Neles qualquer migalha divina
será bênção dividida.
E toda alegria,
a negação da rotina.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de beleza.
Neles encarna o Filho do Poeta.
Seus versos entrarão na sala da realeza
E só eles perceberão, no inefável,
uma partitura completa. 

Bem-aventurados os trapezistas.
Eles no alto circo balançam.
No perigo de viver,
destilam nos mortais, pistas
que só os riscos aguçam.

Bem-aventurados os maratonistas.
Eles correm sem o prêmio esperar,
buscam metas
pela alegria das conquistas
que os anos querem temperar.

Bem aventurados os impotentes.
Eles se sabem incapazes de amar,
se enxergam carentes,
e só esperam o espírito depurar.

Mal-aventurado o africano.
A humanidade o ensinou a pescar
no rio do desengano.
Desgraçado o que aprendeu a descansar
no colchão desumano,
onde o piolho pica até cansar.

Mal-aventurada a mãe que chora
no morro carioca.
Ela que, em toda hora,
contempla o rés do chão traiçoeiro,
nunca terá desforra.
Não há cavalheiro
para o lenço estender
ou a face suavizar na
lágrima que lhe acalora. 

Mal-aventurados os velhos.
Eles jazem alucinados
na impura enfermaria.
A cadeia os alucina aprisionados,
por malignos escaravelhos
que pendem nos lustres empoeirados.

Mal-aventurados os generais.
Eles festejam faustos feitos.
Mas, deles é o cálice pleno de ais.
Infelizes nos coitos, eles
sabem que suas mulheres são iguais
às meretrizes menos geniais. 

Mal-aventurados os religiosos.
Eles, das verdades fazem dardos.
Deles nascem males rancorosos
que condenam seus convertidos
à eternidade dos medrosos.

Anderson Moura


SOBRE SEMENTES, PÃO E RIQUEZAS ESPIRITUAIS

SOBRE SEMENTES, PÃO E RIQUEZAS ESPIRITUAIS

14.11.14



Hoje é o meu dia de estudo bíblico. Na verdade, seria amanhã, estudo às sextas, mas transferimos para hoje porque a senhora que me instrui irá viajar. Começamos às 15hs, então, nos preparamos com antecipação. Enfim. Antes de começarmos, peguei o meu computador e vim atualizar e programar alguns posts. O Facebook me notificou uma mensagem: 

"E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra." (2 Coríntios 9:8)

Já li este versículo várias outras vezes. Mas, por algum motivo, hoje, ele ficou claro para mim. Anteriormente eu não entendia o que Ele significada de fato. Entendia apenas que a Graça de Deus seria abundante. Mas qual Graça e em que área especificamente? Fui até a versão NTLH e reli em outras palavras, de forma mais “aberta”. Meu pai sempre nos diz que não devemos ler um versículo solto e não entender o que aquele capítulo está informando, para que não caíamos nesta “roubada” de interpretar do nosso jeito, mas no contexto real do texto. Era apenas o versículo 8 de 2 Coríntios 9, li até o 15.

As sementes, o pão e as riquezas que Paulo refere-se e destina aos cristãos da Judeia não são materiais e/ou literais. Ele está instruindo sobre as generosas bênçãos que Deus provê para que a Obra da Evangelização seja realizada com sucesso. Nós estamos de mãos vazias diante do Pai, porém, quando Ele sonda nossos corações e reais intensões em servir, Ele nos capacita e nos fornece os materiais adequados para que realizemos este serviço sem que nada nos falte. Quais ferramentas são estas? Podemos sinalizar o conhecimento espiritual que nos é fornecido através da Bíblia. Quando dedicamos o nosso tempo ao crescimento espiritual por ler, meditar e praticar os ensinamentos bíblicos, estamos acrescentando “um pontinho a mais” para que a nossa fé esteja firmada. Investir o nosso tempo em absorver e transferir conhecimento para nossos irmãos (da fé ou não) é bastante significante. Pois estamos lhes oferecendo a oportunidade de terem a salvação e a vida eterna que somente Cristo pode dar. Somos apenas “jardineiros”, por assim dizer. Fazemos o nosso papel que é de extrema importância, mas é Deus quem dá o crescimento. Imagina só a alegria de quem recebe esta Semente (o Evangelho) e o que ela pode fazer na vida de alguém?! 

Não permita que as lutas e as circunstâncias diárias o impeçam de exercer a função pela qual você foi convocado em Marcos 16:15. As mesmas mãos que criaram e firmaram os céus são as mesmas que te capacitam abundantemente para que, no Dia, haja uma grande colheita. Estamos vivendo os últimos dias, precisamos levar as Boas Novas com urgência, pois breve será.

"Agradeçamos a Deus o presente que Ele nos dá, um presente que palavras não podem descrever."

Considere: 1 Coríntios 3:21-23 e 2 Coríntios 2:9-15.

HORIZONTE

12.11.14


Horizonte sm (gr horízon, ontos)
1 Círculo celeste no qual a esfera aparente do céu toca a superfície da Terra. 2 Linha circular onde termina a vista do observador, e na qual parece que o céu se junta com a Terra ou com o mar. 3 Espaço: Ergue-se um balão no horizonte. 4 Pint Linha que termina o céu de um quadro. 5 Futuro. 6 Perspectiva. 7 Extensão ou espaço que a vista alcança. (Dicionário Michaelis)

Jesus é o nosso horizonte. Ele preferiu viver como humano (perfeito e sem erros) para nos oferecer uma vida plena e cumprir o propósito do Pai que foi interrompido quando o pecado manchou a Criação. Através do resgate a nossa perspectiva foi ajustada. Antes, éramos destinados ao fim que Adão e Eva semearam e estávamos longe de Deus, mas, através do novo Adão (Jesus) recebemos o dom da Graça. O Céu juntou-se a Terra.

"Adão era a figura dAquele que havia de vir, mas existe uma diferença entre o pecado de Adão e o presente que Deus nos dá. De fato, muitos morreram por causa do pecado de um só homem; mas a Graça de Deus é muito maior, e Ele dá a salvação gratuitamente a muitos, por meio da Graça de um só Homem, que é Jesus Cristo. Portanto, assim como um só pecado condenou todos os seres humanos, assim também um só ato de salvação liberta todos e lhe dá vida." Romanos 5:12-19, Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

Jesus é o nosso espelho. 1 Pedro 2:21 nos diz: "Cristo sofreu por vós, deixando-vos um modelo para seguirdes de perto os Seus passos.” Por aprendermos dEle e imitarmos os Seus passos poderemos ter uma vida melhor e seremos mais felizes. Apesar de todas as circunstâncias, Jesus era equilibrado. Ele comparecia em festas (Lucas 5:29), não era anti-social (João 2:1-11) e não tinha um estilo de vida rígido e triste. Contudo, Jesus deixou claro que o mais importante para Ele era fazer a vontade do Pai e obedecê-lO. "Disse Jesus: 'A minha comida é fazer a vontade daquele que Me enviou e concluir a Sua Obra.'" — João 4:34, Nova Versão Internacional. Apesar de nunca ter cometido um erro sequer, Ele não agia com um ar de superioridade ou inferiorizava as pessoas, muito pelo contrário, Ele era compassivo, bondoso e discernidor. Até as criancinhas sentiam-se à vontade perto dEle. Não era do Seu feitio condenar, repelir ou amedrontar-Se. Mas, em tudo, Ele era sereno. Jesus é mais que um modelo a ser seguido.

De certo, seguir os exemplos de Cristo e exercer fé no ato sacrificial são condições para alcançar a vida eterna. Dedicar tempo para o estudo da Palavra, que é a fonte do conhecimento, e se esforçar para por em prática todos os ensinamentos é extremamente importante para manter um relacionamento sadio e maduro com o Criador. 

Não permita, jamais, que as lutas da vida o impeçam de imitar os exemplos do Senhor Jesus e tê-lO como espelho. Ele é paciente e sabe das nossas fraquezas e limitações e, ainda assim, não desiste de nenhum de nós. Ele tem esperança em mim e em você. "Está tão longe Sua infinidade, mas tão perto da minha vontade ser como Você." 


"Cristo, Você é o meu Melhor Amigo, o tempo simplesmente voa quando eu estou Contigo. Vejo em Seus olhos todo meu desejo de viver igual ao Seu exemplo, abraçar o Seu ensejo. Está tão longe Sua infinidade, mas tão perto da minha vontade ser como Você. Me parece um horizonte tão distante, longe de mim, do meu coração tão inconstante. Enquanto eu não sou Você, me busca e, assim, caminho em busca do horizonte. Meu maior anseio é alcançar Você. Olho adiante, vejo que há tanto para que eu alcance, mas eu ando. De dar passos não me canso, pois sei que a alegria está com quem caminha com Você em todos os momentos, esperança é caminhar..." (IGLESIAS, Gabriel.)

Examine: Mateus 20:28, João 3:16; 13:1; 14:6 e Romanos 6:23;

PREGANDO JESUS NO ANTIGO TESTAMENTO

11.11.14


Jesus é o verdadeiro e melhor Adão, que passou pelo teste no jardim e cuja obediência é imputada a nós.

Jesus é o verdadeiro e melhor Abel que, apesar de inocentemente morto, possui o sangue que clama, não para nossa condenação, mas para completa absolvição.

Jesus é o verdadeiro e melhor Abraão que respondeu ao chamado de Deus para deixar todo o conforto e a família e saiu para o vazio sem saber para onde ia, a fim de criar um novo povo de Deus.

Jesus é o verdadeiro e melhor Isaque, que foi não somente oferecido pelo Seu Pai no monte, mas foi verdadeiramente sacrificado por nós. E assim como Deus disse a Abraão, “agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o filho, o teu único filho”, nós também podemos olhar para Deus levando Seu Filho até o alto do monte e sacrificando-o, e então dizer, “Agora nós sabemos que Tu nos amas porque não retiveste Teu Filho, Teu único Filho a quem Tu amas, de nós.”

Jesus é o verdadeiro e melhor Jacó que lutou e sofreu o golpe de justiça que merecíamos, de forma que nós, assim como Jacó, só recebêssemos as feridas da graça para nos despertar e disciplinar.

Jesus é o verdadeiro e melhor José que, à destra do rei, perdoa àqueles que o venderam e traíram e usa o seu novo poder para salvá-los.

Jesus é o verdadeiro e melhor Moisés que se põe na brecha entre o povo e Deus e que é mediador de uma nova aliança.

Jesus é a verdadeira e melhor Rocha de Moisés que, golpeada com a vara da justiça de Deus, agora nos dá água em pleno deserto.

Jesus é o verdadeiro e melhor Jó, sofredor verdadeiramente inocente, que então intercede e salva os seus tolos amigos.

Jesus é o verdadeiro e melhor Davi, cuja vitória torna-se a vitória do Seu povo, apesar deles nunca terem movido uma única pedra para conquistá-la.

Jesus é a verdadeira e melhor Ester que não apenas arriscou deixar um palácio terreno, mas perdeu o definitivo e divino; que não apenas arriscou sua vida, mas entregou-a para salvar o Seu povo.

Jesus é o verdadeiro e melhor Jonas que foi lançado para fora, na tempestade, para que nós pudéssemos ser trazidos para dentro.

Jesus é a verdadeira Rocha de Moisés, o verdadeiro Cordeiro pascal, inocente, perfeito, desamparado, sacrificado para que o anjo da morte não atentasse contra nós. Ele é o verdadeiro templo, o verdadeiro profeta, o verdadeiro sacerdote, o verdadeiro rei, o verdadeiro sacrifício, o verdadeiro cordeiro, a verdadeira luz, o verdadeiro pão.

A Bíblia definitivamente não é sobre você e eu. É sobre Jesus, o Cristo.

Timothy Keller
ÉS O MEU DONO

ÉS O MEU DONO

7.11.14



Desde que ouvi o CD "Cabelo Solto", da Marcela Taís, pela primeira vez, a faixa 05 chamou a minha atenção e tornou-se especial para mim. A letra é poética, singela e uma declaração sincera de devoção. Clique aqui para ouvir. Esmiuçando esta poesia, intitulada por "És O Meu Dono", podemos notar o cuidado do Criador para conosco e absorver dois fundamentos básicos (e imprescindíveis) na vida do cristão. Observemos.

"Mesmo em silêncio, não temos segredos..."

Só Ele conhece o nosso levantar, deitar, todos os nossos pensamentos e segredos. Ele nos viu ainda quando estávamos crescendo no calor do ventre materno, ali em silêncio. "Sabes tudo o que eu faço e, de longe, conheces todos os meus pensamentos. Antes mesmo que eu fale, Tu já sabes o que vou dizer." (Salmo 139:2 e 4, Nova Tradução na Linguagem de Hoje) Como é possível um Deus tão grande, maior que todo o Universo, se importar comigo e com você? Como pode um Criador ver beleza em meros mortais sujos pelo lamaçal do pecado?

"Te pertenço por inteiro, És O meu Dono..."

Ele não deseja que o sirvamos pela metade, do nosso jeito. Ou pertencemos a Ele ou não temos parte com Ele. Não podemos nos doar no modo "conta-gotas" ou por frações. Estar com O Senhor Jesus é ter um coração entregue totalmente a Ele, é viver uma vida dedicada em prol do Reino e ser o reflexo dEle aqui na Terra. 

Dono  (do.no)

sm (lat dominu) Proprietário, senhor. D. de casa: o chefe da casa, aquele que a governa. (Dicionário Michaelis)

Declarar  que Cristo é o nosso Dono implica em vivermos como o "escravo fiel e discreto" mencionado em Mateus 24:45-47. É necessário obedecer aos ensinamentos que Jesus nos ensinou, agir como ovelha do Seu rebanho, não se amoldar aos padrões do mundo e buscar constantemente aprender sobre Ele. Como poderemos, pois, servir a um senhor do qual não conhecemos muitas coisas? 

"E a vida eterna é esta: que eles conheçam a ti, que És o Único Deus verdadeiro; e conheçam também Jesus Cristo, que enviaste ao mundo." João 17:3, Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

"A Sua opinião é o que me guia pra viver tão bem..."

Influenciados por este governo (espiritual) terreno, por vezes, nos importamos bastante com a opinião alheia, com o que irão pensar ou falar a nosso respeito. Somos manipulados como marionetes pela sociedade, mídia e padrões quando deveríamos nos importar, tão somente, em agradar ao Único merecedor do nosso melhor. Os mandamentos de Deus não são difíceis de serem cumpridos e eles estão disponíveis através da única ferramenta pela qual Ele, hoje, comunica-Se com a humanidade: a Bíblia. Ele deseja que vivamos da melhor forma possível, em pleno amor, santidade e verdade. As cargas de Cristo são leves. Reajustemos o foco da nossa vida para o Alto. É impossível agradar aos homens, concentre-se em alegrar a Deus, é o mínimo que pode ser feito como retribuição por tudo aquilo que Ele fez (e continua fazendo) por nós. (Lucas 11:28-30)

"Jesus continuou:— Se vocês Me amam, obedeçam aos Meus mandamentos. A pessoa que aceita e obedece aos Meus mandamentos prova que Me ama. E a pessoa que Me ama será amada pelo Meu Pai, e Eu também a amarei e lhe mostrarei quem Sou." João 14:15 e 21, Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

"De Janeiro à Janeiro, esquecer-Te não tem como, Te pertenço por inteiro..." O Dono vem, logo chegará. Que Ele nos encontre servindo fielmente (e com discrição). Amém.



8 APPS PARA VOCÊ BAIXAR

8 APPS PARA VOCÊ BAIXAR

5.11.14

Q&A

Sempre que dá vou até a loja de apps do meu aparelho em busca de novidades. Passo muito tempo viajando nas categorias, lendo a opinião de quem já usou e vendo as imagens. Compartilho algumas descobertas com o Anderson Olli e ele comigo. Assim como a gente, há várias pessoas que também se interessam por este assunto. Pensando nisso tudo, fizemos este posts com oito aplicativos que curtimos e recomendamos (ah, todos eles são free).

Camera 360 (iOS ~ Android)
Este é um app de fotografia incrível para quem gosta de ousar um pouco mais na hora da edição e fugir dos filtros disponíveis do Instagram. Camera 360 dispõe de uma vasta variedade de ajustes e efeitos (na Effect Store é possível baixar novos effects de forma gratuita), ele é bastante completo. Outro detalhe legal é que você pode escolher qual efeito deseja usar na hora de fazer uma selfie, por exemplo, basta ajustar antes do click!

Dubble (iOS)
Sabe aquelas fotos legais de dupla exposição que vez ou outra encontramos por aí? Para quem não tem uma câmera analógica e deseja simplificar o processo de trocar o rolo de filme o Dubble é uma boa opção. Nele é possível sobrepor suas fotos com as de pessoas do mundo inteiro de forma aleatória. Você só precisará selecionar uma foto da sua galeria e o app irá fazer a dupla exposição com a imagem de algum outro usuário. A única parte chata é que ele ainda não está disponível para Android. 

Evernote (iOS ~ Android)
Feito sob medida para manter tudo organizado. Nele é possível salvar lembretes (com alarmes), anexar imagens, criar listas, fazer posts [...], ou seja, é o lugar ideal para você guardar tudo que precisa ter sempre em mãos. É um aplicativo completo e bastante útil. Um detalhe legal é que ele também está disponível para computadores (Windows e Mac) e consegue sincronizar (sozinho) todos os dados sem você precisar fazer nada.

Spotify (iOS ~ Android)
O lugar ideal para você reunir seus artistas e músicas favoritos, criar playlists e salvar os álbuns que marcaram a sua vida. Além de tudo, você pode ouvir rádio, selecionar as faixas por categorias (para relaxar, dormir, malhar, viajar, ler, cozinhar...) e até descobrir os lançamentos do dia e o que os seus amigos andam escutando. O Spotify tem sido o grande responsável pelos bons artistas que tenho descoberto nos últimos três meses (comentei sobre ele aqui).

Hyperlapse (iOS ~ Android)
Este é um app de edição de vídeo. Sabe aqueles vídeos em que as nuvens "viajam" de forma rápida? Então, no Hyperlapse você pode fazer isso acelerando e estabilizando o seu vídeo. É bem legal!

Letras (iOS ~ Android)
Este aplicativo é ideal para quem gosta de ouvir a música acompanhando a letra/tradução. Assim que você clica na faixa que pretende ouvir a letra abre automaticamente, não é bacana? 

Duolingo (iOS ~ Android)
Para quem deseja aprender a língua inglesa de forma divertida este é um aplicativo bastante interessante. Acredito que você não precisa, necessariamente, participar de um curso de idioma para absorver conhecimento (assistam este vídeo). Também não estou dizendo que cursos são inúteis, tá? Eles possuem o seu valor. Estou usando o Duolingo há algumas semanas e fazendo os exercícios que são bem legais. Nele você poderá treinar a pronúncia, tradução, escrita e todos os requezitos básicos que precisa. Além de tudo, é possível fazer um teste para descobrir qual grau de conhecimento você já possui do idioma. Durante toda a "maratona" há o acompanhamento de um "personal trainer" simpático. "De longe o melhor aplicativo gratuito para aprender idiomas." —The Wall Street Journal.

Kitchen Stories (iOS)
Excelente para quem ama (ou deseja aprender) cozinhar. É possível criar notas, iniciar o timer para cozinhar enquanto assiste o vídeo do passo a passo, imprimir e compartilhar a receita... Ele é completo e cheio de funções uteis. O design deste app é impecável e muito intuitivo, depois que você o abre não dá mais vontade de sair, até as receitas que antes eram complicadas tornam-se fáceis. Ninguém terá mais aquela velha desculpa de que "não sabe cozinhar", garanto! Infelizmente ele ainda não está disponível para Android.

Vocês já conheciam algum destes apps? Contem para a gente quais vocês estão usando no momento. :)


FÉ NÃO É A RESPOSTA, MAS A PERGUNTA.

FÉ NÃO É A RESPOSTA, MAS A PERGUNTA.

4.11.14



“Fale, Memória.” É assim que começa A Odisséia de Homero. O poema épico que narra a história do guerreiro Odisseu que busca retornar para seu lar em Íthaca após a batalha de Tróia. A jornada, porém, leva tempo; décadas, já que é constantemente inviabilizada pelo complexo panteão de deuses gregos e suas crises internas.

Fale, memória.

Deixar a memória falar é um risco. Quando a memória fala a realidade atual é interpretada pelos seus inúmeros precedentes. O certo e seguro se torna incerto e inseguro. A memória tem essa habilidade, de fazer instável o estável, de abalar as estruturas aparentemente sólidas do pensamento negligente da reflexão que ouve sua voz. O livro de Eclesiastes alude ao potencial da memória: “o que foi é o que há de ser.” Para entender o que está por vir, é necessário olhar para trás. Se fazer vulnerável para o que a memória, a filha do passado, tem a dizer, assim…

Fale, memória!

De tudo que a memória pode falar para iluminar nossa jornada, que, diferentemente da jornada de Odisseu, é às vezes impossibilitada por um panteão diferente de deuses, comecemos pelo começo. Comecemos retirando um dos tijolos mais antigos na nossa superficial estrutura teológica cotidiana. Hoje é comum ouvir e falar a respeito de Jesus. Jesus está aqui, Jesus está lá, Jesus está em mim… sendo que uma das verdades bíblicas mais significativas, mais desafiadoras e mais esquecidas atualmente é: Jesus se foi.

Fale, memória?

O livro de Atos afirma que Jesus “foi elevado às alturas” (Atos 1:9) e que voltaria “da mesma forma” (Atos 1:11). Jesus disse antes de sua morte para os fariseus: “para onde eu vou, não podeis vir” (João 8:21), e para os discípulos: “para onde eu vou não podes agora seguir-me” (João 13:36). A sequência de João 13:36 até João 17 pode ser vista como um agrupamento de orientações sobre como viver sem a presença física ou direta de Jesus. E com a exceção dos Evangelhos que narram a vida de Jesus, a Bíblia, como um todo, pode ser vista por esta ótica: um manual de como viver na ausência de DEUS, e depois, de Jesus. Desde o primeiro exílio do Jardim (Gênesis 3:23-24) até nosso exílio atual… ausência.

Quando a memória fala, a realidade atual muda. O conforto criado pelo que é dito se torna o desconforto criado pelo que foi dito. Jesus se foi, mas deixou a promessa da vinda de um Consolador: “Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador” (João 14:16). A articulação da fé em nossos dias precisa inevitavelmente lidar com este fato: Jesus se foi. E agora? Fé não é a resposta, mas a pergunta.

Fale, memória.


Anderson Moura
© Temporada das Flores • Theme by Maira G.