SLIDER

LIMPE O PALCO DA SUA VIDA

LIMPE O PALCO DA SUA VIDA

27.3.14



Você gostaria que todos o reconhecessem enquanto você caminha pelo Shopping ou simplesmente vai até a padaria? Você gostaria que todos o apontassem como "alguém modelo" ou lhe aplaudissem quando você dissesse palavras bonitas? Você gostaria que seu nome fosse reconhecido e ter milhares de seguidores em suas redes sociais? Estas são perguntas retóricas. A resposta é unânime.

A vaidade da vida faz com que queiramos ser arranha-céu enquanto ainda nem somos um projeto a ser elaborado por um arquiteto. Queremos holofotes, fama, prazeres... Isso faz parte da atmosfera do estrelismo que há no mundo, neste governo espiritual mal formado (1 João 5:19).
 
Sabe, não adianta querer estar no topo se Deus não reflete em você. Não adianta receber os elogios que não eram para serem seus. Não adianta querer receber os aplausos que não pertencem a você. Precisamos diariamente nos reduzir ao pó, lembrarmos de quem somos, de onde viemos e para onde estamos indo. E estas perguntas listadas acima servem tanto para os cristãos como para os não-cristãos. Andar na Igreja, dizer que serve ao Deus Verdadeiro e viver em vaidade é contraditório. Pertencer a Deus é andar de pés descalços, é estar de mãos vazias e com um coração totalmente entregue a Ele.

Infelizmente a "mídia" pode estragar algo que era para ser puro: o seu relacionamento com Deus. Quanto mais você (cristão) se julga ser melhor que os seus irmãos e a ter direitos e bônus que os outros não têm, mais distante você vai ficando do que de fato a palavra "cristão" significa. 
 
Quem ou o que tem sido o centro da sua vida? Quem ou o que tem reinando em seu tempo? Quem ou o que as pessoas enxergam quando olham para você? Quem ou o que você quer ser e pertencer? Renunciar não é fácil, não é mais uma palavra bonita. Muitas coisas estão em questão e, entre isso, há dor, choro, perdas... Escolhas.
 
Jesus É o perfeito exemplo a ser seguido. Ele tinha toda a glória, todo o poder e ainda assim abriu mão de tudo para obedecer e cumprir o propósito do Pai, Jeová Deus. Quando Ele esteve aqui no mundo não buscou aplausos para Ele, mas para O Pai. Quando Ele curava, não dizia que fazia em Seus próprio Nome, mas no Nome de Deus. A humildade do Senhor Jesus precisa ser a nossa inspiração diariamente.

"Não façam nada por interesse pessoal ou por desejos tolos de receber elogios; mas sejam humildes e considerem os outros superiores a vocês mesmos. Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros. Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha: Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus. Pelo contrário, Ele abriu mão de tudo o que era Seu e tomou a natureza de Servo, tornando-se assim igual aos seres humanos. E, vivendo a vida comum de um ser humano, Ele foi humilde e obedeceu a Deus até a morte — morte de cruz. Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nEle o nome que é o mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos 
e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai."

Sabe, receber carinho das pessoas é muito bom, muito mesmo. Mas não faz sentido se as pessoas olharem para você e não conseguirem ver Deus ou se quando olharem para você, elas vejam Deus em segundo plano. Quando assumimos o papel de servos, devemos agir como servos. Isso não significa que devemos viver como humilhados, fracassados ou perdedores. Muito pelo contrário. Observe que Deus É O Senhor. Ele É o amor em Ser. Quem somos nós além de servos e filhos? O aluno não é mais importante que o professor e ainda assim este aluno tem o seu valor. Quando passarmos a entender que trata-se de Deus e não de nós e quando limparmos o palco da nossa vida, tudo fará sentido. Estamos anunciando a Cristo, logo, Ele precisa estar à frente de tudo. Jesus nos chamou para anunciarmos o Evangelho dEle. (Marcos 16:15)
 
Reajuste a sua vida, saia da frente do palco e volte para trás das cortinas. A sua glória chegará sim, mas não desse jeito. A glória que nos espera será muito maior e melhor, será eterna. Os prazeres deste mundo são passageiros, o que nos espera não tem compromisso com o tempo.
 
Decidi abrir mão de muita coisa e voltar para atrás das cortinas, onde um dia Deus me chamou. A glória é dEle, a honra pertence a Ele. É tudo dEle e trata-se dEle. 
 
E você, aceita vir comigo? Tem lugar para mais um (dois, três... Todos vocês!). Saiba que quando vamos até O Senhor Jesus, precisamos ir de mãos vazias, com um coração aberto e disposto a obedecê-lO.


"Limpe o palco, ajuste o som e os holofotes
Se essa é a medida que você deve tomar para acabar com os ídolos
Remova os bancos e todas as decorações também
Até que aos poucos a congregação tenha avivamento
Diga a seus amigos que é aqui onde a festa termina
Até que você esteja arrependido por seus pecados, você não poderá ser social.
Então busque O Senhor e espere por aquilo que Ele tem disponível
E saiba que é grande a Sua recompensa, então, apenas seja esperançoso.

Porque você pode cantar tudo que quiser
Sim, você pode cantar tudo que quiser
Você pode cantar tudo que quiser
E ainda assim errar: Adoração é mais que uma canção.

Faça uma pausa de todos os planos que você fez
E fique em casa sozinho esperando Deus sussurrar
Implore a Ele, por favor, para abrir a boca e falar
E ore de joelhos com sinceridade, até criarem calos.
Deixe brilhar a luz em cada canto da sua vida
Até que o orgulho, luxúria e mentiras sejam descobertos
Então leia a Palavra e ponha à prova o que você ouviu
Até que o seu coração e alma estejam agitados, abalados e quebrantados.

Não devemos adorar algo que não valha a pena
Limpe o palco, abra espaço para Aquele que merece."


Sem nada nas mãos, brilhos ou holofotes. 
Com amor, Malena Flores.

COMO VIVER DE UM MODO QUE AGRADE A DEUS

23.3.14



  Que tipo de pessoa você escolheria como amigo ou amiga? Com certeza, gostaria de ter a companhia de alguém que tivesse os mesmos conceitos, interesses e valores que você. Além disso, você se sentiria atraído a uma pessoa que tivesse qualidades excelentes, como honestidade e bondade.
  Ao longo da História, Deus escolheu certos humanos como amigos achegados. Por exemplo, ele chamou Abraão de amigo. (Isaías 41:8;Tiago 2:23) Deus referiu-se a Davi como ‘homem agradável ao seu coração’, visto que ele era o tipo de pessoa que Jeová ama. (Atos 13:22) E Jeová considerava o profeta Daniel “alguém muito desejável”. — Daniel 9:23.
  Por que Jeová considerava Abraão, Davi e Daniel como amigos seus? Bem, Ele disse a Abraão: “Escutaste a minha voz.” (Gênesis 22:18) Portanto, Jeová se achega aos que fazem humildemente o que ele lhes pede. “Obedecei à minha voz”, disse ele aos israelitas, “e eu vou tornar-me vosso Deus, e vós mesmos vos tornareis meu povo”. (Jeremias 7:23) Se obedecer a Jeová, você também poderá tornar-se amigo dEle!

JEOVÁ FORTALECE SEUS AMIGOS
  Pense no que significa ter amizade com Deus. A Bíblia diz que Jeová procura oportunidades “Pois os olhos do SENHOR estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que Lhe dedicam totalmente o coração”. (2 Crônicas 16:9, Nova Versão Internacional) Como Jeová pode mostrar Sua força a seu favor? Uma das maneiras é mencionada no Salmo 32:8, onde lemos: 
O SENHOR Deus me disse: “Eu lhe ensinarei o caminho por onde você deve ir; Eu vou guiá-lo e orientá-lo." (Nova Tradução na Linguagem de Hoje)
  Que comovente expressão dos cuidados de Jeová! Ele lhe dará as necessárias instruções e o protegerá à medida que as colocar em prática. Deus deseja ajudá-lo a ser bem-sucedido em provações e testes. (Salmo 55:22) Portanto, se você servir a Jeová de coração pleno, poderá ter a mesma confiança do salmista, que disse: “Pus constantemente a Jeová diante de mim. Porque Ele está à minha direita, nunca serei abalado.” (Salmo 16:8; 63:8) De fato, Jeová pode ajudá-lo a viver de um modo que agrade a Ele. Mas, como sabe, existe um inimigo de Deus que não quer que você faça isso.

FOLHAS DE OUTONO

20.3.14


  Dizem que oficialmente hoje é o primeiro dia do Outono. A estação é marcada por tons terrosos, umidade e chuva. É o “noivado” do Inverno e a temporada em que as folhas secas caem para dar lugar ao renovo.
  Todos nós somos falhos e frágeis, pois somos pecadores. Há momentos na nossa vida em que tudo fica marrom e amarelado, faz bastante frio dentro da gente. Talvez nuvens carregadas tenham deixado a chuva cair sobre nós e encharcado a nossa roupa. Os amigos já estão distantes, faziam parte do tronco em que estávamos ligados e, por algum motivo, quebraram. A árvore já não está apresentavelmente bonita e exibindo força, há apenas espaços vazios e descamações na madeira. Ali, sozinha, embora esteja entre várias outras. De cima parece que ninguém a admira mais, foi rejeitada. Será? Antes estendiam um tecido xadrez sob sua sombra e sorriam, faziam festa! Hoje sobraram apenas folhas secas caídas pelo chão.
  Esta é uma metáfora real, e que me desculpem os doutores da Língua Portuguesa!

A VERDADEIRA HISTÓRIA DA CRIAÇÃO


  Bilhões de pessoas já leram ou ouviram o que a Bíblia diz sobre o início do Universo. Esse relato, escrito há 3.500 anos, começa com uma frase bem conhecida: “No princípio, Deus criou os céus e a Terra.”
  Mas muitas pessoas desconhecem o fato de que os líderes da cristandade, incluindo os chamados criacionistas e fundamentalistas, distorceram o relato bíblico da criação. Isso resultou em diversas histórias fantasiosas, bem diferentes do que a Bíblia realmente diz. Essas interpretações distorcidas são contrárias às evidências científicas. Embora essas histórias não estejam na Bíblia, elas fizeram com que muitas pessoas considerassem o relato bíblico um mito.
  A verdadeira história da criação registrada na Bíblia é desconhecida por muitos. É uma pena, pois a Bíblia apresenta uma explicação lógica e confiável sobre o início do Universo. Além disso, essa explicação está de acordo com as descobertas científicas. Com certeza, você se surpreenderá ao descobrir a verdadeira história da criação contada pela Bíblia.

O CRIADOR QUE NÃO FOI CRIADO

O relato bíblico da criação se baseia no fato de que existe um Ser Supremo, Todo-Poderoso, que criou todas as coisas. Quem é Ele? Que tipo de pessoa Ele é? A Bíblia revela que Ele é bem diferente das deidades veneradas pela cultura popular e pelas principais religiões. Ele é O Criador de todas as coisas, mas a maioria das pessoas sabe muito pouco sobre Ele.

MAIOR QUE NOSSO MEDO

16.3.14



Leitura em: Gênesis 26:1-11 e 19:25
Não tenha medo, pois Eu estou com você ..." Gênesis 26:24
  Tenho dois filhos que têm medos diversos: de dentista, do escuro, de ervilhas. Nosso último episódio foi quando o que está na primeira série se recusou a entrar na sala de aula sozinho. Com ele ali empacado, senti vontade de lhe mostrar a garotinha do jardim de infância indo alegre e contente para a sala, sozinha. Pensei em sentar, conversar e mostrar-lhe que seus medos não tinham razão de ser.
  Felizmente resisti, reconhecendo que ele não precisava de dicas ou lógica, nem queria passar vergonha. Ele só precisava que eu segurasse suas mãos e entrasse com ele na sala. Isaque, um dos patriarcas de Israel, tinha muitas razões para temer. Sem casa, precisou iniciar do zero numa terra estranha. Quando chegou a Gerar, mentiu ao rei Abimeleque dizendo que sua bela esposa Rebeca era sua irmã, pois ele tinha medo que alguém o matasse para tomá-la dele (Gênesis 26:9).

O MOVIMENTO DAS NUVENS

13.3.14


  Você já parou pra observar o movimento das nuvens no céu? Hoje eu resolvi fazer isso!
  Olhei para o céu e vi as nuvens se movimentando bem lentamente. Fiquei surpreso e comecei a refletir. As nuvens estão sempre se movimentando enquanto estamos na nossa correria do dia-a-dia. Assustamos às vezes quando começa a chover, sendo que as nuvens já estavam se movendo para isso há muito tempo. Eu realmente não tinha parado pra observar isso tudo. Muitas vezes na nossa vida é assim! Não entendemos o porquê e nem como a chuva vem. Ou então não conseguimos perceber que estamos nos movimentando. Às vezes queremos que tudo aconteça instantaneamente!

IMITE A SUA FÉ: JOSÉ {1}

10.3.14


  José colocou outra carga sobre o jumento. Ainda era noite em Belém. Ele olhou em volta enquanto preparava o animal de carga. Com certeza, José estava pensando na viagem que tinha pela frente. Egito! Um novo lugar, uma nova língua e novos costumes. Será que sua família conseguiria se adaptar a tantas mudanças?
  Não foi fácil dar a notícia à sua querida esposa, Maria. Mas José criou coragem e lhe contou o sonho em que um anjo lhe havia transmitido uma mensagem de Deus: o Rei Herodes queria matar o filhinho deles! Eles precisavam sair dali imediatamente. (Leia Mateus 2:13, 14.) Maria ficou muito preocupada. Por que alguém desejaria matar seu filho, tão inocente e indefeso? Maria e José não conseguiam nem imaginar o motivo. Mas confiavam em Jeová, por isso se aprontaram para a viagem.
  Enquanto todos em Belém dormiam sem saber do drama que se desenrolava, José e Maria, com seu filhinho, saíam discretamente da cidade na escuridão da noite. Indo em direção ao sul, com o dia começando a clarear no horizonte, José talvez pensasse no que os aguardava. Como um humilde carpinteiro poderia proteger sua família contra forças tão poderosas? Será que ele sempre conseguiria lhes prover o sustento? Seria capaz de perseverar em cumprir a preciosa responsabilidade que Jeová Deus lhe tinha dado, de criar e proteger essa Criança tão especial? José tinha enormes desafios pela frente. Ao considerar como ele conseguiu vencer todos eles, veremos por que os homens que são pais — e todos nós — precisam imitar a fé de José.

ÂNCORA DA ALMA

7.3.14


  Quando Deus fez a Sua Promessa a Abraão, por não haver ninguém superior por quem jurar, jurou por Si mesmo, dizendo: “Esteja certo de que o abençoarei e farei numerosos os seus descendentes”. E foi assim que, depois de esperar pacientemente, Abraão alcançou a promessa.
  Os homens juram por alguém superior a si mesmos, e o juramento confirma o que foi dito, pondo fim a toda discussão. Querendo mostrar de forma bem clara a natureza imutável do Seu propósito para com os herdeiros da promessa, Deus o confirmou com juramento, para que, por meio de duas coisas imutáveis nas quais é impossível que Deus minta, sejamos firmemente encorajados, nós, que nos refugiamos nEle para tomar posse da esperança a nós proposta. Temos essa esperança como âncora da alma, firme e segura, a qual adentra o santuário interior, por trás do véu, onde Jesus, que nos precedeu, entrou em nosso lugar, tornando-se sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. — Hebreus 6:13-20, Nova Versão Internacional
  Muitas vezes somos com um barco sem direção, levado pelo vento, e as tempestades estão a ponto de nos fazer tombar e afundar. Isso era o que acontecia com os barcos de verdade até que foi inventada a âncora. Ela é usada para manter a embarcação em um local específico, firmando-a com segurança. 
  A Bíblia nos ensina que também temos uma âncora, chamada esperança. Ela torna nossa vida equilibrada. Assim como um navio fica seguro quando está no ancoradouro, nossa vida se firma na esperança que nos liga a Cristo. Ele é o nosso Supremo Sacerdote (Hebreus 6:20). No Antigo Testamento, o sacerdote representava o povo diante de Deus, oferecendo sacrifícios em seu favor. O Novo Testamento deixa claro que Jesus, com Sua morte e ressurreição, passou a desempenhar este papel de Mediador por meio de Seu sacrifício único e perfeito. Confiar nEle é como jogar uma âncora e conquistar a firmeza necessária para viver. Além disso, buscar a Cristo é um forte alento. NEle temos o consolo que precisamos, a segurança na caminhada e a certeza de um relacionamento real com Deus.
© Temporada das Flores • Theme by Maira G.