3/23/2013

ORE PELO NEPAL, ORE POR MIM, ORE POR NÓS



   Olá, a paz do Senhor!
   Como estão as coisas por aí? Espero que tudo esteja andando bem. Tenho orado por todos aí no Brasil e creio que o Senhor tem cuidado de tudo e todos.
   Aqui no Nepal tem sido um tempo maravilhoso que Deus preparou para eu viver. Tenho aprendido como nunca antes aprendi e sei que levarei essas lições e experiências para o resto da minha vida. Amanhã (dia 21/03) fará 1 mês que chegamos nessa nação e nesse curto espaço de tempo já temos vivido milagres e o sobrenatural de Deus.
   Aqui é um lugar bem pobre e com muitas necessidades, moro em uma região considerada boa, mas ainda assim enfrentamos bastantes desafios. A casa ministerial onde estamos alojados é muito boa e confortável, moramos com um casal de nativos (Promela e Stephen). Somos ao todo 8 pessoas morando aqui.
   O nosso trabalho tem sido feito juntamente com o projeto “Meninas dos olhos de Deus” e MCM. Fazemos visitas nas 6 casas do projeto, onde moram meninas e meninos resgatados do tráfico humano. Cada visita é um aprendizado diferente. Essas crianças e adolescentes tem nos impactado com suas histórias de vida e transformação.
   Fizemos trabalhos também com as crianças da vizinhança, as quais são muito carentes de atenção, afeto e amor. Eles moram em barracos por aqui por perto, muitos em condições sub-humanas. Temos tentando fazer o melhor para eles.
   Além do trabalho com as crianças, temos feito viagens a cidades daqui do Nepal, viagens desafiadoras, mas que muitos nos ensinam. Primeiro fomos ao vilarejo dos CHEPANGS, eles moram no alto de uma montanha. Viajamos cerca de 5 horas de carro e 4 horas de caminhada até chegarmos nesse povo. Até agora não consigo entender como aquele povo consegue morar naquele lugar, pois não tem nada que supra as necessidades deles, como hospital, escola, saneamento básico, água encanada. Enfim, eles se viram com o que tem, comendo alimentos de horta e raízes, andam quilômetros pra pegar água e as crianças andam mais de 4 horas só pra conseguirem ir à escola, por esse motivo muitos desistem dos estudos. Precisamos subir em uma montanha íngreme e muito perigosa; com certeza foi a graça de Deus que nos levou e nos sustentou até o último instante. Passamos 3 dias com aquele povo, onde comemos o que eles comem, dormimos como eles dormem, cultuamos a Deus da maneira deles e sentimos em nossa pele o que é ser um  Chepang. Fizemos batismos com os novos convertidos e foi emocionante ver a alegria daquele povo em estar servindo a Deus. Foi incrível ver que Deus se importa com aquelas pessoas, era nítido ver o amor e cuidado dELe ali naquele lugar, pois apesar das dificuldades, eles não deixavam de adorar a Deus um só minuto.
   Depois de alguns dias, fomos à cidade de Butwal, em um congresso de mulheres. Foi simplesmente sobrenatural! Mulheres foram libertas e restauradas naqueles 2 dias em que passamos com elas. Na caminho da volta, podemos viver um milagre! O pneu estourou e tivemos que parar para trocar, fizemos a troca, mas depois de algumas horas na estrada o segundo pneu estourou também. E agora, o que iríamos fazer? Tudo escuro, sem segurança alguma nas estradas e já tínhamos usado o pneu reserva, este mesmo que furou. Começamos a orar e a adorar ao nosso Deus e vimos mais uma vez o seu poder! O primeiro pneu que havia estourado, encheu! Como assim? Ainda não sabemos, mas sabemos que Deus estava ali conosco naquele momento e que como sempre, Ele não nos desamparou. Conseguimos chegar em casa sãos e salvos! Aleluia!
   Após 1 semana, fomos para a cidade de Biratnagar. Foram 12 horas de viagem. Fizemos visitas em muitos vilarejos, pegamos carona com trator (risos), houve batismo nas águas e foi a noite, em uma rio com água parada, cheio de cobra e só mais um detalhe, aqui no Nepal falta energia durante 14 horas no dia, então estava tudo escuro, nem preciso dizer que meu coração quase saia pela boca, mas aprendi muito ali com aquele povo!! Oramos por restauração de casamento, ungimos novos pastores, clamamos e demos amor aquele povo. Foi algo lindo que vivemos ali e com certeza, jamais esquecerei!
   Peço a oração de todos, pois semana que vem estaremos indo a mais uma viagem e essa será a mais difícil até aqui. Será um dia e meio na estrada e mais algumas horas de caminhada até conseguirmos chegar naquela vila. Preciso mais que nunca da oração de todos, pois tenho enfrentado desafios em relação a minha alimentação. Os nepalis sentem-se ofendidos quando não comemos o que eles nos oferecem e posso dizer que a comida deles são bem desafiadoras para o meu organismo. Tenho comido pela graça de Deus, Ele tem me ajudado muito! Ainda bem que aqui na casa ministerial fazemos comidas com temperos mais brasileiros, mas ainda assim não é a mesma coisa, pois nos mercados não tem muito do nosso tempero.
   Bom, por enquanto é só. Tentei resumir ao máximo tudo o que temos vivido aqui no Nepal. Tem sido experiências marcantes as quais não tem deixado marcas em minha vida, essas que levarei para sempre comigo!
   Conto com suas orações e apoio e oro pra que Deus te abençoe mais em tudo o que fizeres!
   Ore pelo Nepal, ore por mim, ore por nós!
"Mas, o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão. E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém!” 
2 Timóteo 4:17 18.

Que Deus vos abençoe!
Abraços saudosos.
Hanna Bulhões

(Hanna é irmã de Raíssa e está no Nepal fazendo Missões)

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall