1/01/2015

VIVENDO DIAS COMUNS


"E lembrem disto: Eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos." Mateus 28:20, Nova Tradução na Linguagem de Hoje

Nem sempre os nossos dias são feitos de eventos e situações empolgantes. A verdade é que grande parte de nosso dia a dia é composto por rotinas, responsabilidades e preocupações comuns à vida humana. É normal que essas coisas ofusquem a alegria e o viço da vida. A Bíblia nos conta histórias fascinantes de homens e mulheres usados por Deus de uma forma sobrenatural para cumprir um propósito, mas essas histórias aconteceram em um determinado momento da vida dessas pessoas. O que será que acontecia nos dias não relatados pela Bíblia? Será que entre as muitas revelações e situações de tirar o fôlego que Paulo viveu não havia a exaustão e a preocupação com seus negócios (fazer tendas)? Será que Davi não tinha dias de tédio e desinteresse em meio as suas funções reais? Somos tentados a achar que a vida de grandes homens e mulheres do passado e do presente eram ou são cheios de vivências arrebatadoras, mas acredito que todos vivem mais tempo em meio a um viver comum do que na adrenalina das grandes aventuras.

Todos os dias podem se tornar especiais se aprendermos a estar contentes e satisfeitos com as coisas comuns, sabendo que Deus está sempre presente. Entre as realizações das grandes promessas de Deus para nós, vem um período longo de conviver com o que é ordinário e trivial, mas nem por isso deixa de ser bom. O extraordinário está em enxergar Deus agindo e interagindo na simplicidade do ser.


Da próxima vez que for à padaria, desfrute da sensação de poder prover para sua família um alimento gostoso que não faltou naquele dia e que vai te proporcionar um momento único ao redor de uma mesa com aqueles que você ama. Isso também é maravilhosamente empolgante.

“O segredo do contentamento é achar graça naquilo que aparentemente não tem graça nenhuma."

Confissão: "Este é o dia que fez O SENHOR; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele. Salmos 118:24.

Por Felipe Toller

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall