5/21/2012

DEMORA


Eu, porém, estou aflito e necessitado; apressa-te por mim, ó Deus. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; SENHOR, não te detenhas. Salmos 70:5

Por que Deus muitas vezes demora a responder nossas orações? Imagine a situação da família de Lázaro. Jesus demorou de propósito e só foi vê-los quando o pior já tinha acontecido. Suas irmãs reclamaram - talvez pensassem que, porque eram amigos dele, deveriam ter uma certa prioridade.
Quantas vezes não agimos como elas? Reclamamos da demora de Deus, como se ele não estivesse prestando a devida atenção em nossa vida. Então, acontece algo ruim e nos queixamos: ”Se o Senhor tivesse feito como pedi, isso não teria acontecido”. Queremos controlar Deus, ensinando-o como agir.
Na verdade, nós é que demoramos a entender seu propósito com as circunstâncias de nossa vida. Jesus sabia que a doença de Lázaro glorificaria o Pai: quando ressuscitou o amigo, demonstrou seu poder sobre a morte. Foi um milagre espantoso, que comprovou, mais uma vez, que ele era o Filho de Deus.
Deus não tem prazer em nosso sofrimento e sua demora não é sinal de esquecimento ou falta de amor. Ele permite que coisas ruins aconteçam para nosso próprio crescimento. Agora mesmo estou ansiosa com a resolução de um problema que já dura mais de um mês. Está demorando muito para mim! Porém, Deus me ensinou várias coisas neste tempo, inclusive que quem deveria mudar era eu, não aqueles que estavam me prejudicando.
A questão é que só compreendemos que o plano de Deus é melhor que o nosso muito mais tarde, quando percebemos o rumo que a situação tomou e outras circunstâncias surgiram. Ele conhece nosso futuro, nós ainda não. Temos de aprender a esperar pela ação de Deus com paciência, sem cobranças. Ele está no controle e tem um propósito com os problemas que nos atingem. Então, quando confiamos no Senhor, ele nos surpreende agindo em nosso favor, no tempo certo.


“Enquanto espera Deus agir, aproveite para aproximar-se mais dele.”

- Vanessa Weiler Ribas (Pão Diário)
Imagem: Piccing

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall