3/02/2012

ORE - HAITI



Apesar da forte presença evangélica no país, o Haiti é um grande desafio. A pobreza material, somada à carência espiritual, é uma realidade. O povo é religioso, mas está distante do Deus vivo. O vodu (desenvolvimento do espiritismo e da feitiçaria da África Ocidental, parecido com o candomblé) é a religião tradicional do país, sendo praticado por todos os círculos sociais, atingindo inclusive os crentes (é comum estes não quererem falar sobre o assunto quando são indagados). Já os não-cristãos temem o poder dos feiticeiros e dos espíritos familiares que podem transformar um desobediente em zumbi (espécie de morto-vivo que se torna escravo do sacerdote vodu). O Haiti vive imerso na miséria material em parte decorrente da escravidão espiritual que há séculos assola
a nação.



As igrejas ainda não conseguiram influenciar decididamente a sociedade haitiana e necessitam de uma nova visão de ministério, baseada no discipulado e na libertação do medo dos espíritos. Além disso, precisam de ajuda para cumprir a sua missão social, aliás, marca característica daquelas igrejas (muitas têm, ao lado do templo, uma escola primária). A juventude haitiana vive, em geral, à margem das oportunidades, sem muitas perspectivas e tornando-se alvo frágil frente às drogas e à prostituição. A presença de organizações não-governamentais (ONGs) é sinal de que minorar a pobreza daquele povo deve estar nas prioridades das missões estrangeiras.

São muitas as formas pelas quais podemos contribuir para a salvação do povo haitiano. Projetos educacionais como o PEPE e esportivos como o PEM podem ser valiosas estratégias para apoiar e dar suporte às igrejas ali estabelecidas. Profissionais em geral, como médicos, dentistas, construtores, pedreiros e professores podem desenvolver projetos de curto prazo com efeitos duradouros.
Enfim, há muitas oportunidades para servir a Cristo no Haiti. O Exército Brasileiro milita nesse país para garantir a paz social. Precisamos formar um exército de intercessores e de vocacionados para levar ao povo haitiano a verdadeira paz que só Jesus Cristo pode dar (João 14.27).
Fonte: Missões Mundiais

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall