8/01/2011

Vivemos na era do comodismo, onde tudo que é fácil é melhor e faz bem. Onde o amor ao próximo a cada dia mais vai ficando escasso. Onde o amor de muitos está sendo esfriado. E onde estão os verdadeiros adoradores? Onde estão o sal e a luz do mundo? Onde?!
   Certa feita, um mestre da Lei levantou-se e quis por Jesus à prova. Esse mestre da Lei perguntou a Jesus: “- Mestre, o que devo fazer para conseguir a vida eterna?” (Lucas 10:25)  Mas Jesus sabendo das intenções daquele senhor, humildemente respondeu: “-O que é que as Escrituras Sagradas dizem a respeito disso? E como é que você entende o que elas dizem?”  O homem respondeu: - “Ame o Senhor seu Deus, com todo o coração, com toda a alma, com todas as forças e com toda a mente. E ame o seu próximo como você ama a você mesmo.” (Lucas 10:26, 27)
A palavra chave que Jesus queria que o mestre da Lei dissesse era essa: ame o seu próximo como você ama a você mesmo. Só isso. Vejamos:
 “ -A sua resposta está certa! – disse Jesus. – Faça isso e você viverá. Porém o mestre da Lei, querendo se desculpar, perguntou: - Mas quem é o meu próximo?
Jesus respondeu assim:
- Um homem estava descendo de Jerusalém para Jericó. No caminho alguns ladrões o assaltaram, tiraram a sua roupa, bateram nele e o deixaram quase morto. Acontece que um sacerdote estava descendo por aquele mesmo caminho. Quando viu o homem, tratou de passar pelo outro lado da estrada. Também um levita passou por ali. Olhou e também foi embora pelo outro lado da estrada. Mas um samaritano que estava viajando por aquele caminho chegou até ali. Quando viu o homem, ficou com muita pena dele. Então chegou perto dele, limpou os seus ferimentos com azeite e vinho em seguida os enfaixou. Depois disso, o samaritano colocou-o no seu próprio animal e o levou para uma pensão, onde cuidou dele. No dia seguinte, entregou duas moedas de prata ao dono da pensão, dizendo:
- Tome conta dele. Quando eu passar por aqui de volta, pagarei o que você gastar a mais com ele.
Então Jesus perguntou ao mestre da Lei: - Na sua opinião, qual desses três foi o próximo do homem assaltado? – Aquele que o socorre! – respondeu o mestre da lei. E Jesus disse: - Pois vá e faça a mesma coisa.” (Lucas 10:28 – 37 -  Bíblia Sagrada – Nova Tradução na Linguagem de Hoje)
    Irmãos, quantas vezes nós que somos a luz e o sal da terra deixamos de dar o exemplo, e nos igualamos aqueles que estão nas trevas? E quantas vezes deixamos de ajudar o nosso próximo? Essa ajuda pode ser por meio de palavras de conforto, de encorajamento, de amor, de paciência, com palavras de Salvação, de esperança, de fé, enfim. Com ações de atenção, de compreensão, de afeto, de misericórdia. E quantas vezes nosso próximo estava sofrendo com um problema, e nós com orgulho pensando estarmos cheio de nós mesmos que não poderíamos  nem dar uma força, e deixamos ele sem uma palavra de encorajamento, e quantas vezes isso aconteceu? Quantas? Quantas pessoas doentes nos hospitais precisando de oração, de força, de esperança. Quantas vezes você saiu do seu comodismo e foi até elas para ajudá-las? E quantas vezes você negou uma moeda para ajudar um pobre senhor na calçada da sua cidade? Quantas? Quantas cenas dessas será preciso para você se levantar, ir e fazer a obra do Senhor? O que você está fazendo? O que você está esperando? São tantas perguntas a serem questionadas, são tantas almas para serem salvas, são tantas as pessoas que precisam apenas de 1 minuto da sua atenção. Jesus não exige altas e altas ações de você. Ele só quer que você ame o seu próximo, que você faça a diferença sem olhar a quem. Seja aquela pessoa que um dia te magoou, seja aquela que você nem conhece, seja lá quem for. Ele só que amor e misericórdia.
    Eu não sei se vocês sabem, mas naquele tempo, samaritanos não falavam nem tocavam em judeus. Eles eram como “um povo separado”. Mas  Jesus quis mostrar ao mestre da Lei e a você, que  amor ao próximo não olha nem se baseia em distinções. O samaritano demonstra amor genuíno até mesmo aquele de quem ele não fala nem tem contato íntimo. Mas o amor e a misericórdia  de Deus é tão perfeita que ultrapassa qualquer classe, qualquer etnia, qualquer estado de vida. O amor é perfeito. E nesse mundo onde tudo parece ser tão rápido, não deixe ser enganado pelo inimigo,. O caminho que te leva a vida eterna não se baseia em tempo, mas sim em obediência. Ame seu próximo, gaste uns minutos para ajudar seu próximo, para buscar ganhar a causa deles, para ganhar a vida deles para Jesus. Não se iluda com um mundo tão globalizado, se esvazie e se encha com a graça de Deus.  Um forte abraço, fiquem com Deus!  E não se esqueçam: “Só Jesus salva!”


Malena Flores


Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall