5/25/2011

Fortaleza


Leitura em: Romanos 8.31-37

Como você é feliz, Israel! Quem é como você, povo salvo pelo SENHOR? Ele é o seu abrigo, o seu ajudador e a sua espada gloriosa. (
Dt 23.29a)

Um jovem foi para a rodoviária depois de roubar uma casa. Estava sentado quando viu um carro de polícia passando. Com a consciência pesada, saiu correndo desesperado. Logo que avistou um muro, pensando em se esconder, pulou sem saber que ali era uma delegacia de polícia. Do outro lado havia um policial armado que o prendeu. Essa sucessão de trapalhadas nos faz lembrar como às vezes, tentando corrigir algumas coisas, podemos estragá-las mais ainda se não tomarmos a atitude correta, se não soubermos para onde correr na hora das dificuldades. Onde você se esconde quando os problemas e as preocupações o perseguem querendo te prender e destruir? O que você faz quando, pressionado pelo desânimo e desespero, não encontra uma alternativa segura para seguir?
Lembre-se nesta hora que Deus é a fortaleza da sua vida. Faça as seguintes perguntas que o apóstolo Paulo formulou: Se Deus é por mim, que será contra? Repare que a pergunta não é apenas quem será contra você, mas se Deus é por você, quem será contra. Isso muda tudo. Pode o mundo estar contra nós, se Deus é por nós tudo estará bem. Pergunte ainda: Aquele que não poupou seu Filho, não me dará juntamente com Ele todas as coisas? Veja, se Paulo tivesse perguntado: Não nos dará Deus todas as coisas? Seria mais difícil responder. Mas ele disse: aquele que deu seu filho não nos dará as demais coisas? Aquele que nos deu a Salvação não nos suprirá de outras necessidades menores? Pergunte também: Quem me acusará, me condenará se Deus é quem me justifica e Cristo que intercede por mim? Com estas perguntas você vai chegar à conclusão de Paulo:
Nada poderá me separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus.
Portanto precisamos saber que sempre temos em Deus abrigo e proteção, temos para onde correr e devemos sempre correr para a presença de Deus.

O grande amor de Deus é maior que nossas preocupações.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Temporada das Flores
Maira Gall